Letras de Músicas da Hora

It's Quiet Uptown

Kelly Clarkson

 

It's Quiet Uptown

It's Quiet Uptown

There are moments that the words don't reach
There is suffering too terrible to name
You hold your child as tight as you can
Then push away the unimaginable
The moments when you're in so deep
Feels easier to just swim down
And so they move uptown
And learn to live with the unimaginable
I spend hours in the garden
I walk alone to the store
And it's quiet uptown
I never liked the quiet before
I take the children to church on Sunday
A sign of the cross at the door
And I pray
That never used to happen before

If you see him in the street walking by himself
Talking to himself, have pity
You would like it uptown, it's quiet uptown
He is working through the unimaginable
His hair has gone grey, he passes every day
They say he walks the length of the city
You knock me out, I fall apart
Can you imagine?

Look at where we are
Look at where we started
I know I don't deserve you
But hear me out, that would be enough
If I could spare his life
If I could trade his life for mine
He'd be standing here right now
And you would smile
And that would be enough
I don't pretend to know
The challenges we're facing
I know there's no replacing what we've lost
And you need time
But I'm not afraid
I know who I married
Just let me stay here by your side
And that would be enough

If you see him in the street, walking by her side
Talking by her side, have pity
Do you like it uptown? It's quiet uptown
He is trying to do the unimaginable
If you see him walking in the park, long after dark
Taking in the sights of the city
Look around, look around, look around
They are trying to do the unimaginable

There are moments that the words don't reach
There's a grace too powerful to name
We push away what we could never understand
We push away the unimaginable
They're standing in the garden
Standing there side by side
She takes his hand
It's quiet uptown
Forgiveness, can you imagine?
Forgiveness, can you imagine?

If you see him in the street, walking by her side
Talking by her side, have pity
Look around, look around
They are going through the unimaginable

É Tranquilo No Subúrbio

Há momentos em que as palavras nos faltam
Há sofrimentos terríveis demais para serem nomeados
Você segura seu filho o mais apertado que puder
Então afasta o inimaginável
Os momentos em que você está se afogando no luto
Que parece mais fácil simplesmente afundar
E então eles se mudam para o subúrbio
E aprendem a viver com o inimaginável
Eu passo horas no jardim
Eu caminho sozinha até a loja
E é tranquilo no subúrbio
Eu nunca gostei de tranquilidade antes
Eu levo as crianças na igreja no domingo
Um sinal da cruz na porta
E eu rezo
Isso não costumava acontecer antes

Se você vê-lo na rua, andando sozinho
Falando consigo mesmo, tenha pena
Você iria gostar do subúrbio, é tranquilo no subúrbio
Ele está passando pelo inimaginável
Seu cabelo ficou cinza, ele passa todos os dias
Dizem que ele anda a distância da cidade
Você me derruba, eu desmorono
Você consegue imaginar?

Olhe onde nós estamos
Olhe onde nós começamos
Eu sei que não te mereço
Mas me escute, isso seria o bastante
Se eu pudesse poupar a vida dele
Se eu pudesse trocar a vida dele pela minha
Ele estaria de pé aqui agora
E você iria sorrir
E isso seria o bastante
Eu não finjo conhecer
Os desafios que estamos enfrentando
Eu sei que não há como substituir o que perdemos
E você precisa de tempo
Mas eu não estou com medo
Eu sei com quem me casei
Apenas me deixe ficar aqui ao seu lado
Isso seria o bastante

Se você vê-lo na rua, andando ao lado dela
Falando ao lado dela, tenha pena
Você gosta do subúrbio? É tranquilo no subúrbio
Ele está tentando fazer o inimaginável
Se você vê-lo caminhando no parque, bem depois de escurecer
Admirando a vista da cidade
Olhe em volta, olhe em volta, olhe em volta
Eles estão tentando fazer o inimaginável

Há momentos em que as palavras nos faltam
Há uma graça poderosa demais para ser nomeada
Nós afastamos o que nunca poderemos entender
Nós afastamos o inimaginável
Eles estão de pé no jardim
Em pé lado a lado
Ela pega a mão dele
É tranquilo no subúrbio
Perdão, você consegue imaginar?
Perdão, você consegue imaginar?

Se você vê-lo na rua, andando ao lado dela
Falando ao lado dela, tenha pena
Olhe em volta, olhe em volta
Eles estão passando pelo inimaginável

Anterior Próximo